O DIREITO DE FICARMOS INDIGNADOS

Uma frase do ex-ministro Joaquim Barbosa me chamou muito a atenção, em que ele diz “não podemos deixar de nos indignarmos diante da corrupção!”. Verdade, os brasileiros fizeram o maior “rebu” em São Paulo devido ao aumento de 0,20 centatavos nas passagens dos onibus, mas nada diante do rombo de 100 bilhões feitos pelo Governo atual nas contas públicas, que correspondem a 4 anos de bolsa miséria…

Ou 40? Acho que essa conta dos 4 anos, 25 bilhões de bolsa miséria por ano não está correta. Em todo caso, algo assombrosamente desastroso.

Mas, o que mais no impressiona é o estado de letargia analéptica dos brasileiros: ninguém se indigna com o atual estado de roubalheira em nosso país! Não param de chegarem denúncias, não apenas na Petrobras, mas em todos os setores onde houve – ou há – a administração desse partido que é uma verdadeira máquina de fabricar crápulas.

Enfim, precisamos – ao menos! – nos indignarmos mesmo com esse desgoverno vergonhoso, eivado de corrupções e roubalheiras de toda sorte…

O pior resultado no superavit primário desde outubro de 2002.

Anúncios

Um comentário em “O DIREITO DE FICARMOS INDIGNADOS

Os comentários estão fechados.